Tabela de erros do Excel, seus significados e como resolvê-los

Publicado em 02/03/2017 | () comentários

Para entender o funcionamento da função, vamos entender os tipos de erros do Excel

Tipos de erro do Excel

#####

  1. O valor resultante de uma fórmula ou inserido na célula é grande demais para ser apresentado. Para resolver, aumente a largura da célula
  2. A subtração da data ou hora resultou em valor negativo. Para resolver, altere a configuração do Excel habilitando o formato de data 1904
#DIV/0!
  1. Sua fórmula está dividindo um número por zero
#NOME?
  1. Sua fórmula possui um texto sem aspas
  2. Sua fórmula não possui dois pontos (:) necessários na referência
#VALOR!
  1. Sua fórmula possui um cálculo matemático com valores de texto. Converta o valor para número
  2. Sua fórmula possui mais referências do que o esperado
#REF!
  1. Você apagou células (ou planilhas, nomes, tabelas) que faziam parte de uma fórmula
#N/D
  1. Seu cálculo não possui informação de resultado disponível. Por exemplo, sua função PROCV está procurando um valor que não existe na matriz procurada.
#NUM!
  1. Sua fórmula possui argumentos inválidos para a função
  2. A função não obteve resultado
  3. O resultado da sua fórmula é grande demais para ser apresentado
#NULO!
  1. Sua fórmula possui um operador ou referência inválido

Tratando os erros no Excel

Para tratar o erro e apresentar outra informação no lugar do código do erro, basta utilizar a função SEERRO

Categoria: excel fórmula

Tudo sobre a função CORRESP

Publicado em 28/02/2017 | () comentários

A função CORRESP do Excel, procura um determinado valor em uma matriz e retorna sua posição em relação a matriz selecionada, sendo o número da linha ou da coluna em que o valor se encontra, ou seja, se você deseja procurar em uma lista de estados brasileiros, o estado de São Paulo, com a função CORRESP você 

Mais sobre a função

  1. Não faz distinção entre maiúscula e minúscula e faz a busca de qualquer valor (números, texto ou caracteres especiais)
  2. Realiza a busca da posição tanto na horizontal, quanto na vertical
  3. Apesar de buscar em uma matriz, a mesma não pode ter ao mesmo tempo múltiplas linhas e colunas

Declaração da função

A função CORRESP é declarada com os seguintes argumentos

=CORRESP(valor_procurado, matriz_procurada, [tipo_correspondência])
valor_procuradoRepresenta o valor a ser procurado na matriz que será referenciada
matriz_procuradaMatriz ou intervalo que contém valores que serão procurados pela função
[tipo_correspondência]

Representa o tipo de busca que será realizada na matriz. Existem 3 formas que realizar a busca do valor procurado:

1 - É menor do que (ou não especificado) - garante que a busca irá retornar somente se os valores menores ou iguais ao valor_procurado. Para esta opção funcionar a matriz precisa estar em ordem crescente

0 - Correspondência exata - realiza a busca na matriz de valores exatamente iguais ao valor procurado

-1 - É maior do que - realiza a busca de valores maiores ou iguais ao valor_procurado. Para esta opção funcionar, a matriz precisa estar em ordem decrescente.

Exemplo prático

Em nosso exemplo iremos identificar a posição do estado de São Paulo, em uma lista de estados brasileiros

O resultado apresentado será 25, pois "São Paulo" está na 25ª posição do intervalo

A função ficou declarada da seguinte forma:

=CORRESP("São Paulo";C1:C27;0)

Procuramos a palavra "São Paulo" no intervalo C1:C27 desde que este seja exatamente igual ao valor procurado 

Como criar SQL de INSERT de dados em uma tabela utilizando o Excel

Publicado em 18/02/2017 | () comentários

As vezes, durante uma atividade de desenvolvimento, você precisa inserir em uma tabela específica uma quantidade relevante de informações. Para que isso seja feito é necessário criar um script SQL que será executado pelo DBA no banco de dados. A fim de agilizar este processo os desenvolvedores, quando não fazem "na unha", criam o script com o auxílio do Excel.

Neste tutorial, além de aprender a criar de forma rápida o script, você ainda pode fazer download da planilha de criação em seu computador e utilizar livremente.

O comando SQL para inserção de dados na tabela

Para inserir dados em uma tabela, o comando é:

INSERT INTO table_name (column1,column2,column3,...)
VALUES (value1,value2,value3,...);

Com este comando a lógica é simples. Definimos a tabela e as colunas da tabela onde iremos inserir os dados e relacionamos em VALUES todos os dados que serão inseridos

A título de exemplo, iremos inserir em uma tabela chamada tab_cidades os valores de três colunas:

  1. IBGE
  2. DDD
  3. NOME

Criando a fórmula que gera o SQL utilizando a função UNIRTEXTO

Com as informações no Excel, considerando que as colunas possuam o mesmo nome das colunas da tabela que iremos inserir, iremos utilizar a função UNIRTEXTO do Excel. Execute o seguinte procedimento:

1. Transforme todo o intervalo da planilha em uma Tabela


2. Crie uma nova coluna à direita com o nome SQL


3. Na primeira linha da coluna SQL escreva a fórmula abaixo e arraste para todas as outras abaixo:

="("""&UNIRTEXTO(""",""";FALSO;A2:C2)&"""),"

Entenda a fórmula:

Na fórmula utilizamos o & para concatenar um parênteses e uma aspas dupla no início e no fim de cada valor de cada coluna do intervalo definido em A2:C2 e separamos cada valor com uma vírgula. As aspas duplas são repetidas 3 vezes para que o Excel interprete-as como um caractere. 

Definindo a tabela e as colunas onde os dados serão inseridos

Certifique-se que exista uma tabela em seu banco chamada tab_cidades contendo as colunas IBGE, DDD e NOME, ou adapte os nomes sugeridos.

1. No editor de SQL, escreva o comando abaixo definindo em quais colunas iremos inserir as informações:

INSERT INTO tab_cidades(IBGE,DDD,NOME VALUES

2. Ainda no editor SQL, quebre uma linha após VALUES, copie e cole a coluna SQL inteira do Excel


3. Apague a última vírgula que está na última linha colada


4. Execute o script no banco e pronto. Você inseriu todos os registros na tabela e poderá utilizar este mesmo recurso quantas vezes desejar

Adaptando a planilha para novas inserções

Basta inserir novas colunas que a fórmula irá se ajustar automaticamente, em seguida execute o mesmo procedimento, colando os dados da coluna SQL em seu editor e executando

Faça download da planilha clicando aqui

Tudo sobre a função UNIRTEXTO

Publicado em 17/02/2017 | () comentários

Semelhante ao String.Join (C#) ou Implode (PHP), a função UNIRTEXTO do Excel concatena uma série de valores e aplica um delimitador no resultado, criando em uma única célula um conjunto de dados que servem para, por exemplo, importar em banco ou listas de e-mail.

Declaração da função

A função UNIRTEXTO é declarada da seguinte forma:

=UNIRTEXTO( delimitador ; ignorar_vazio ; texto1 ; [texto2] ; [texto3] ; ...)
demilitadorQuando os valores forem concatenados, o delimitador irá separar eles
ignorar_vazioÉ possível ignorar ou não células que estejam vazias. Informe VERDADEIRO para ignorar as células vazias ou FALSO para manter células vazias
texto1Define o conjunto de células (ou valores) que serão concatenados. Você pode adicionar até 252 valores ou células

Exemplo prático

Há muitas aplicações para esta função, no tutorial abaixo iremos criar um conjunto de dados que serão inseridos em um script SQL, que ao ser executado no banco irá inserir os valores na tabela de dados desejada

Como criar SQL de INSERT de muitos dados em uma tabela SQL utilizando o Excel

 


Categoria: unirtexto função

Tabela de países, estados e cidades brasileiras com abreviação e código IBGE

Publicado em 15/02/2017 | () comentários

Faça download facilmente de tabelas em Excel contendo todos os Países, Estados e Municípios brasileiros com código do IBGE, abreviação e relações entre cidades x estados.

Clique aqui para baixar

[Nota: tabela atualizada em 23/07/17]
Categoria: download excel

Banco de imagens gratuitas para uso pessoal e comercial no Word e Power Point

Publicado em 05/02/2017 | () comentários

Depois do lançamento do Banco de Ícones gratuitos no Office 365, a Microsoft lança um add-in do Office 365 para busca e inserção de imagens gratuitas através do banco de imagens Pexels (www.pexels.com).

O add-in funciona somente no Word 2013 ou posterior e no Power Point 2013 ou posterior. Para utilizar o add-in basta acessar o link abaixo e seguir os passos:

Pexels Add-in

Instalando o suplemento no Word

  1. Acesse o link
  2. Clique em ADICIONAR
  3. Clique em ABRIR NO WORD
  4. Confirme a janela que irá aparecer em seu navegador, permitindo que o Word seja aberto
  5. Ao abrir o WORD, clique em HABILITAR EDIÇÃO
  6. Clique em CONFIAR NESTE SUPLEMENTO
  7. Pronto

Instalando o suplemento no Power Point

  1. Acesse o link novamente
  2. Clique em ADICIONAR
  3. Clique em ABRIR NO POWER POINT
  4. Confirme a janela que irá aparecer em seu navegador, permitindo que o Power Point seja aberto
  5. Ao abrir o POWER POINT, clique em HABILITAR EDIÇÃO
  6. Clique em CONFIAR NESTE SUPLEMENTO
  7. Pronto

Utilizando o Pexels

Após a instalação do suplemento, abra o Word ou Power Point e siga os passos:

1. Na faixa de opções clique na guia INSERIR e em seguida clique em OPEN PEXELS


2. No painel de tarefas será apresentado o recurso de pesquisa de imagens. No campo SEARCH FOR FREE PHOTOS insira uma ou mais palavras para pesquisar as fotos. Lembre-se, você deve pesquisar com palavras em Inglês.

3. Após realizar a pesquisa, as imagens encontradas serão apresentadas. Você pode favoritar a imagem clicando no ícone "Favorite" ou pode inserir a imagem no documento que está criando.


Imagens em alta qualidade

As imagens inseridas diretamente no documento possuem baixa dimensões máximas de 300x400 pixels. Caso tenha interesse em imagens de alta qualidade, acesse diretamente o site https://www.pexels.com, faça download da imagem e insira no documento.



Tudo sobre a função ÍNDICE

Publicado em 04/02/2017 | () comentários

Imagine uma lista de supermercados de centenas de itens. Você precisa selecionar o 132º item desta lista. Neste momento você está selecionando da lista de itens o índice número 132. No Excel, a função ÍNDICE permite que você escolha qual item de uma lista deseja retornar.

Declaração da função

A função ÍNDICE pode ser declarada de duas formas

Uma única matriz

=ÍNDICE(matriz; núm_linha; [núm_coluna])
matrizMatriz ou intervalo de onde se deseja obter o valor baseado no índice
núm_linhaNúmero do índice, ou seja, a linha que deseja se retornar da matriz
[núm_coluna]Número da coluna que deseja retornar os valores da matriz

ou

Múltiplas matrizes

=ÍNDICE(ref; núm_linha; [núm_coluna]; [núm_área]
refConjunto de matrizes de onde se deseja retornar os valores
núm_linhaNúmero do índice, ou seja, a linha que deseja se retornar da matriz selecionada
[núm_coluna]Número da coluna que deseja retornar os valores da matriz selecionada
[núm_área]Número da matriz do conjunto de matrizes

Veja abaixo um exemplo:

Exemplo prático

Retornando um item de uma matriz

Abaixo temos uma lista de estados brasileiros. Através da função ÍNDICE iremos pegar um valor e apresentar na célula D3.


Retornando um item de várias matrizes

Com a função ÍNDICE é possível retornar o índice de mais de uma matriz, sendo possível escolher de qual matriz se deseja obter os valores do índice.


No exemplo apresentado acima, criamos duas matrizes representadas pela Tabela1 (A3:A10) e Tabela2 (C3:C6). Note que as duas matrizes estão envolvidas por um parênteses:

 =ÍNDICE((Tabela1[Matriz 1];Tabela2[Matriz2]);2;1;1)

Dentro dos parênteses você pode adicionar diversas matrizes. Em seguida informar qual linha deseja obter do índice. No nosso caso pegamos a linha 2, ou índice 2

 =ÍNDICE((Tabela1[Matriz 1];Tabela2[Matriz2]);2;1;1)

Escolhemos a coluna 1, afinal nossa matriz só tem 1 coluna

 =ÍNDICE((Tabela1[Matriz 1];Tabela2[Matriz2]);2;1;1)

Por fim, escolhemos qual área ou matriz desejamos considerar para obter o valor do índice

 =ÍNDICE((Tabela1[Matriz 1];Tabela2[Matriz2]);2;1;1)
O resultado da nossa fórmula será "ACRE", pois estaremos pegando o índice 2 da primeira planilha. Se alterarmos o [núm_área] para 2, o resultado será "PARANÁ", pois estaremos pegando o índice 2 da segunda matriz.

Categoria: índice função

Office inclui banco de ícones no Word, Excel e Power Point

Publicado em 15/01/2017 | () comentários

Ao criar um documento e principalmente uma apresentação, frequentemente utilizamos ícones ou glyphs pesquisados na internet. Existem diversos sites de ícones, sendo um dos mais conhecidos o www.iconfinder.com. Recentemente a Microsoft incluiu um banco de ícones dentro das próprias ferramentas do Office (Word, Excel e Power Point). No Access a opção ainda não existe. 


O novo recurso foi disponibilizado no grupo ILUSTRAÇÕES da guia INSERIR da faixa de opções (ao lado das Formas).

Como utilizar o banco de ícones

Aprenda a utilizar o banco de ícones:


Categoria: office novidades

Como somar horas no Excel sem apresentar o resultado incorreto

Publicado em 07/01/2017 | () comentários

Da mesma forma que se soma números, a soma de horas é realizada, porém o resultado da soma de horas pode apresentar um valor incorreto, caso o formato da célula esteja incorreto.

Realize a soma utilizando a função SOMA. O resultado da soma estará incorreto, caso seja maior que 23:59.


Para corrigir, clique na célula A3 com o botão direito do mouse e clique em FORMATAR CÉLULA. Na aba NÚMERO escolha a categoria HORA, selecione a opção 37:30:55 e clique em OK


Feito isso o resultado da sua fórmula será apresentado corretamente

Saiba mais sobre a função SOMA clicando aqui

Categoria: excel soma função

Tudo sobre a função SOMA

Publicado em 06/01/2017 | () comentários

No Excel, além do SE, a função SOMA é uma das funções mais utilizadas. A função SOMA realiza a soma dos valores numéricos existentes em um intervalo.

Declaração da função

A função SOMA é declarada da seguinte forma:

=SOMA(num1;[num2];...)
num1

Valor que será somado, podendo ser um intervalo, uma matriz, uma célula ou um valor numérico

[num2]

É possível adicionar uma infinidade de argumentos de valores na função

Exemplos práticos

Somando desde valores fixos até uma matriz completa, a função SOMA realiza a operação de soma para diversos formatos de valores numéricos, abaixo veja alguns exemplos:

Somando números positivos

Todo número escrito no Excel é considerado positivo, logo ao se somar um intervalo de números o resultado será sempre positivo. Para somar um intervalo basta digitar a fórmula =SOMA(intervalo), substituindo intervalo por um intervalo de células, como no exemplo abaixo:

O resultado da fórmula é: 897

Somando números negativos

Números negativos no Excel são representados inserindo um hífen antes do número na célula e pressionando ENTER. Ao somar um intervalo de valores negativos, caso um dos valores seja positivo o cálculo irá respeitar a regra matemática subtraindo valores negativos de positivos. 

O resultado da fórmula é: -363

Somando horas

Da mesma forma que se soma números, a soma de horas é realizada, porém o resultado da soma de horas pode apresentar um valor incorreto, caso o formato da célula esteja incorreto.

Realize a soma utilizando a função SOMA. O resultado da soma estará incorreto, caso seja maior que 23:59.


Para corrigir, clique na célula A3 com o botão direito do mouse e clique em FORMATAR CÉLULA. Na aba NÚMERO escolha a categoria HORA, selecione a opção 37:30:55 e clique em OK


Feito isso o resultado da sua fórmula será apresentado corretamente


Categoria: excel função soma